4 de novembro de 2006

Bravo! Bravo! Bravo! Bravo! Bravo!


Bravo aos Heróis.
Bravo ao filme/documentário/registo histórico e a todos os que nele trabalharam.
Bravo ao conceito gráfico concebido que o vestiu de rua. Utilizando Liberdade, stencil, toxicidade, tradição e talento. Complexamente simples.
Bravo ao sentido de responsabilidade e modernidade do Festival DOC.
Bravo aos Bravos! Porque Dos fracos não reza a História!

***
Convite apanhado no chão e guardado porque sim.
Eu paguei bilhete. Acontece muito. E voltava a pagar...


Alvalade. Casa.
3 de Out. 06

02:29

1 comentário:

cusquices disse...

eu cá não rezo...