22 de maio de 2017

Almada




gulbenkian

20 de maio de 2017

Pedro Søma




*



 Supersonic Loveparade
168x62 | Acrílico sobre madeira

Passou um ano desde que vi Supersonic Loveparade uma porta de madeira pintada pelo Pedro Soma. Seguindo a sugestão desfilei pela sua Loveparade, no dia  seguinte conhecemos-nos e foi um instante até ao reconhecimento da entrega, de um afecto, uma forte empatia fundada no espaço entre palavras, na interpretação de silêncios. A amizade não se julga, aparece quando dela precisamos. Como emissária, ligou a minha inquietação, racionalizações, mentalidade e espantos justificados ao seu respirar, resolução e análise de entrega contemplativa. No fiel dessa balança compreendi sentindo que o futuro traria consigo um espaço onde viesse a plantar uma árvore que daria um fruto por provar. Aconteceu. No número 100 da rua de Arroios. A minha proposta para uma primeira merecida exposição individual resultou num corpo de trabalho que no seu atelier me suspendeu de imediato. O que o Pedro enquanto Soma canaliza consiste numa desenvolvida linguagem tanto a nível estético quanto técnico cuja interpretação, re-interpretações, dinamicas compositivas, ritmos e sugestão se materializam através da liberdade de uma fusão cromática explosiva. Na sua pintura não existe espaço, nem tempo para mentira, contenção, placebos ou estratégia dramática. As suas propostas são velozes e nutritivas, como visões aéreas de microcosmos que naturalmente elevam para um equilíbrio que advém directo da harmonia do seu ser.

Programar, montar e transportar para uma porta aberta a primeira Soma do Pedro, foi, é, uma celebração de liberdade e construtiva aprendizagem.


A exposição estará patente até ao dia 6 de Junho na RA com porta aberta todos os dias entre as 11:00 às 19:30.


infinity minus one
2017 | 100x100

4 de maio de 2017

1 de maio de 2017