11 de novembro de 2008

Porto Pim

video

Hoje para mim não foi um dia igual ao teu. Desde manhã que senti a forte necessidade de te dar alguma coisa de Acrescentar algo. DISSER-TE qualquer coisa que ainda não tivessses visto. Habituar-te. Relembrar-te improvisionando para que visiOnes sentir mais uma vez e eu me deleite a fazê-lo. Um, Oferta. Dois, Procura. Três, Loucura. Três anos fixados. Sem cadeiras por fazer! O fecho de um ciclo. Que sabes bem, não se repetirá com as mesmas cores. Agora ficam as tuas. Deviram as minhas. Culpas porque culpo copulando por criação fisioLógica. Um, Dois e Três. Acção. Argumentação e devir.
Necessidade. Visão e Materialização. Cagada em três actos. Aberração genuína de procura. Do que não tinha visto ainda. Colecciono porque faço. Se assim não fosse matavamambição. Porque mais não posso ter. Tenho o que gosto. Não tenho, faço. Faço o que posso. Porque posso. Devo. E tenho. Feito como o bife, anzolado como o peixe. Come e pesca. Tempera e volta a servir. Que vem. Que bem que fica. Bem catita. Na parrela da patita o truque está em trocar a perspectiva de quem vê para poder ver o que só pode vir a ser visto. Viste? Vistoso. Aplica-lhe flow quando sair em luz. Luminada. Para ti e como tu. Se quiseres mesmo muito Ri-te à parva que dá asas. Depois abalou, tão depressa e de tal forma que me relembrei do que sou e serei. Vou escrever mais. Gostava tanto. Gostavas? Vais gostar! Mesmo que te odeies, sejas marciana de Vénus ou o pudim veja insonso de tanto lolar. Sempre te adorarei. É assim que sou. Já não mudo. Não quero. Porque chega de silêncios forçados, de animais enjaulados, de muppies art acabados e impulsos controlados. Experimenta Novo! O primeiro mês é grátis depois são 999 sempre acumulados. Digitos baratos! Marado!!! Muito complicado...

Um ramo nascerá. Alto chegará. Porque sim. Porque ti. Voarás. Vou ser Tio. Vou!
DEVIR

+++++++
1- Beijo e Abraço para os meus maninhos atlantes Rui & Ana. Sem voçês na-dava. Á Andrea, porque sem ela era impossível. E ao Ricardo porque HOJE me ligou á intermet. Que bem que soube, acho que estava a precisar...
2 - Chuack redondo e tão grande que não consigo engolir.
3 - Se comentares dou-te um chupa! .)

3 comentários:

Anónimo disse...

E de repente, depois de um acordar submerso neste nevoeiro de sonhos quentes, um sorriso imenso, sorriso rasgado, sorriso meu para ti!
Gosto. Muito.

Anónimo disse...

E de repente, depois de um acordar submerso neste nevoeiro de sonhos quentes, um sorriso imenso, sorriso rasgado, sorriso meu para ti!
Gosto. Muito.

technology disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.